Almanaque Literário

Xógum: A Gloriosa Saga do Japão

Capa_Xogum.pdfA cultura japonesa sempre despertou grande interesse no mundo ocidental, seja por causa da sua gastronomia exótica, seus costumes incomuns ou sua religião milenar, todas essas e outras coisas fazem com que qualquer pessoa sinta vontade de desvendar um pouco os segredos e mistérios deste povo, que é responsável por sofisticadas tecnologias, utilizadas hoje no mundo contemporâneo. Por muito tempo a história do Japão ficou isolada das grandes transformações que ocorriam no mundo, detentor de uma forte cultura ancestral, os japonesas não viam motivo algum mudar sua forma de viver, simplesmente com a justificativa de progresso europeu, na verdade o que estava por trás desse progresso, eram as ambições de mercadores capitalistas, que tinham o objetivo de conquistar novas terras, abrir novos mercados nas áreas mais remotas do planeta. É dentro do contexto histórico das grandes navegações, a corrida em busca de um caminho marítimo para as Índias e a contra cultural ocidental impostas pelo Japoneses que a história de “Xógum – A gloriosa saga do Japão”, de James Clavell, com mais de 5 milhões de Cópias vendidas, tem sua  narrativa desenvolvida. Quem ler este livro deve estar preparado para não simplesmente ler sobre o Japão medieval, mas, respirar, transpirar e beber da história e da cultura de um pais tão rico e glorioso, que nem as investidas de povos mal intencionados foram capazes de destruir ou anular.

450px-james_clavellJohn Blacktorne é um piloto que por motivos de tempo ruim acaba sofrendo um acidente com seu barco e vai parar em uma remota ilha, lá diante de cidadãos que ele nunca tinha visto antes, vai ser aprisionado junto com sua tripulação, vai presenciar os horrores de um povo que não tem medo da morte, pelo contrário, vê nela a libertação de sua alma. Logo de cara se percebe que o Anjim-san, nome dado a Blacktorne pelos nativos, é um homem diferenciado, não é igual aos outros marinheiros, a partir desse entendimento e de uma grande jogada de sorte, o piloto adentra a cultura, conhece pessoas, vira braço direito de um importante conselheiro e acaba claro se apaixonando. Um amor proibido, que poderá ser a perdição ou a libertação deste homem. O livro é ambientado no século XV (1600) época das grandes navegações, onde no Japão a organização econômica e social era regida pelo modelo feudal, o grande senhor que regia era chamado de Táicum, mas esse, no inicio do livro já havia falecido, dexou um filho, o herdeiro, que ainda não tinha idade para governar, dessa formar, existia um conselho, composto por importantes senhores, estes eram os responsáveis por legislar. A história gira entorno de conspirações e intrigas, pois um dos senhores, tem a intenção de ser Xógum, o que violaria a sucessão do herdeiro, Xógum era um outro cargo de poder da época, que usurpava o trono a quem lhe era de direito e tomava para si todos os poderes.

Fenomenal, é isto que posso dizer desse livro, uma viagem, um mergulho sobre a história de um país tão peculiar, James Clavell brinca com as palavras, o livro possui mais de mil páginas e nem parece, parece mais um livro de bolso, irresistível, escrito de uma forma que o leitor possa passear pelas inúmeras informações. Não dá para querer conhecer o Japão sem antes ler este livro, cada parte da cultura é memorável, aprender sobre a cerimonia do chá, a importância deste ritual para estabelecer o equilíbrio de cada ser humano, e o que dizer da cerca óctupla? Um espetáculo, uma explicação completa sobre todas as dúvidas que nós ocidentais poderíamos ter sobre como um japonês consegue resistir a costumes tão severos e castigos tão cruéis. Corra e leia “Xógum – a gloriosa saga do Japão” ,eu duvido se ao terminar de ler você não ficará maravilhado com esse país que é rico e diverso, singular em tantas formas de viver. Até onde a ambição de um homem, a manipulação de um povo, o sacrifício por fé pode levar o ser humano, esse livro mostra alguns limites, será que você não conseguirá se identificar com personagens tão longínquos no tempo e no espaço, eu não acredito.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s