Sétima arte

O Apogeu do Cinema Indie

pequena-miss-sunshineAgora virou moda filmes indie, que eram para serem filmes independentes considerados de baixo orçamento. Na maioria das vezes são filmes com temas nada convencionais, com um texto alternativo, finais diferentes, com uma trilha sonora escolhida a dedo, diretores semidesconhecidos. Os mais novos filmes “cult”. E aqui vai uma lista de alguns filmes indie:

reservoirdogs

Cães de Aluguel (Reservoir Dogs, 1992): escrito e dirigido por Quentin Tarantino. É o primeiro filme da carreira do diretor. O longa conta a história de vários mafiosos que se conhecem por nomes de cores e que se envolvem em um roubo de diamante que acaba saindo do controle. Tornou-se um clássico do cinema independente, e ainda é considerado um dos melhores filmes do cineasta. A revista Empire o escolheu como “O Maior Filme Independente de Todos os Tempos”. Reservoir Dogs tem inspirado diversos outros filmes independentes, sendo considerado fundamental no desenvolvimento dessa vertente. O filme foi bem recebido, e o seu elenco foi elogiado por muitos críticos. Ainda que não tenha havido muita publicidade sobre o seu lançamento.

600full-donnie-darko-poster

Donnie Darko (2001): filme norte-americano dos gêneros ficção científica, drama e horror. Escrito e dirigido pelo estreante Richard Kelly. Este filme conta a história de um rapaz desajustado e com fortes traços de esquizofrênico. Em uma noite, um coelho monstro gigante acorda Donnie (Jake Gyllenhaal), salvando sua vida, pois, repentinamente, um motor de avião despenca do céu caindo exatamente na cama de Donnie. E após este acidente, ele começa a ter terríveis visões com esse coelho. Donnie se mostra dividido entre a realidade e suas alucinações, junto a isso, muitos questionamentos sobre o sentido da vida e, principalmente, da morte. O filme aborda temas da física teórica como a possibilidade de viagem ao tempo usando obras como de Stephen Hawking – Uma Breve História do Tempo e Roberta Sparrow – Filosofia da Viagem do Tempo para expor tais ideias.

Little-Miss-Sunshine_9

Pequena Miss Sunshine (Little Miss Sunshine, 2006): filme norte-americano dirigido pelo casal Jonathan Dayton e Valerie Faris. O mais marcante deste filme é como de modo genial e cômico conta a história de uma família problemática que se junta por que precisam levar a pequena Olive (Abigail Breslin), sonhadora e desengonçada, que foi classificada no concurso “A Pequena Miss Sunshine” na Califórnia, com o único meio de locomoção que pode levar toda a família, uma Kombi amarela bastante usada. Na viagem de três dias entre o Novo México e a Califórnia, eles passam por diversos momentos de alegria, tristeza e descobertas. Este road movie de comédia que custou apenas US$ 8 milhões  é sensível e possui cenas encantadoras.

936full-juno-poster

Juno (2007): é um filme canadense-americano de drama/comédia dirigido por Jason Reitmane e escrito pela iniciante Diablo Cody, rendendo-lhe o Oscar de melhor roteiro original. O longa mostra situações de uma menina desajustada e bem esperta de 16 anos chamada Juno MacGuff (Ellen Page), que engravida de seu companheiro de classe Bleeker (Michael Cera), e desiste de fazer um aborto. Ao se deparar com a notícia, ela decide vender o seu bebê para um casal que não pode ter filhos. O filme desenvolve-se em torno de um enredo bastante sarcástico, abordando de forma peculiar a problemática gravidez na adolescência. Produzido com 7,5 milhões de dólares, Juno já lucrou cerca de 71 milhões apenas nas bilheterias estadunidenses, o que significa um lucro de dez vezes maior que seu custo apenas no primeiro mês que ficou em cartaz, e U$120,814,636 mundialmente. É a 318 maior bilheteria da história do cinema, lucrando um total de 231.4 milhões de dólares. Com uma trilha sonora muito elogiada pelas criticas.

5001500 Dias Com Ela ((500) Days of Summer, 2009)filme estadunidense de drama/comédia romântica escrito por Scott Neustadter e Michael H. Weber. Dirigido por Marc Webb e produzido por Mark Waters, estrelando Joseph Gordon-Levitt e Zooey Deschanel. É um dos filmes da atualidade mais citados na internet como filme  “cult romântico”, um filme de amor que não é clichê, a história baseada em seu protagonista masculino e seu olhar memorável de um relacionamento fracassado. O longa é apresentado em uma narrativa não-linear, com saltos de vários dias dentro do período de 500 dias de relacionamento de Tom e Summer.

O filme começa com um aviso: “Qualquer semelhança com pessoas vivas ou mortas é mera coincidência … Especialmente você, Jenny Beckman …”O co-roteirista do filme, Scott Neustadter, admitiu que o filme foi baseado em um romance real. A trilha sonora é tão irresistível quando Deschanel, com Smiths e sua incrível música de “Please, please, pelase, let me get what I want” que entra na hora certa, as músicas se encaixam perfeitamente no enredo.
33zNsdioxNA7agYOU0NM0JpNnqy
Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças (Eternal Sunshine of the Spotless Mind, 2004): é um filme estadunidense do gênero drama/comédia e ficção científica, dirigido por Michel Gondry e com roteiro de Charlie Kaufman. O longa mostra uma nova maneira de tratar o fim do casamento de Joel e Clementine, lendo assim, parece mais um filme clichê sobre amor que não dar certo, porém é mais que isso. Joel descobre que Clementine o apagou da sua mente, e inconformado com isso ele decide retribuir da mesma maneira. No decorrer da operação, Joel (Jim Carrey) percebe que, na verdade, ele não quer excluir Clementine (Kate Winslet) de sua vida, e sim manter bem vivos em sua memória os momentos que foram felizes. Joel começa então uma luta em sua própria mente para tentar não esquecer Clementine, levando-a para lugares em sua memória onde ela não esteve na verdade, assim escondendo-a do “deletamento” ao qual estava se submetendo. O filme é aberto a várias interpretações; no entanto, o seu tema principal é a memória, o passado e a sua função na humanização dos seres humanos.
apenas-o-fim-12Apenas o Fim (2008): é um filme brasileiro totalmente feito por estudantes da PUC-Rio, ganhou prêmios de Melhor Filme do Júri Popular e Menção Honrosa do Júri Oficial no Festival do Rio 2008 e o Prêmio de Melhor Filme do Júri Popular na 32ª Mostra de São Paulo. Também foi exibido em Festivais de Cinema no mundo inteiro: França, Holanda, Eslovênia e Estados Unidos. Este é um grande exemplo de filme independente, com orçamento em torno de 8 mil, um filme feito por amigos e pelo cineasta, roteirista e diretor Matheus Souza. É uma produção barata, com uma única locação, dois personagens principais e alguns secundários, que fala de amor, ou do final dele. Apenas o Fim conta a história de um casal que decide se separar, só que ao mesmo tempo ainda se amam. Dois jovens que estão a procura do seu próprio proposito na vida. Começa com Adriana (Erika Mader) dizendo ao seu namorado Antônio (Gregório Duviver) que em uma hora ela vai partir, sem direção e sem volta, e nesse uma hora Antônio decide discutir a relação dos dois.
Por Camila Brito
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s