Fotografia

Conheça a série “Ver-o-Peso pelo furo da agulha”, de Dirceu Maués

Ver-o-Peso pelo furo da agulha é a exposição do trabalho que foi desenvolvido ao longo do ano de 2004, pelo fotógrafo paraense Dirceu Maués, resultado da Bolsa de Pesquisa, Experimentação e Criação Artística do Instituto de Artes do Pará (IAP).

Dirceu Maués constrói suas próprias câmeras artesanalmente utilizando os mais diversos materiais, como madeira, latas, caixas de relógios e até miriti (material típico da região) para realizar um ensaio documental sobre o Complexo Ver-o-Peso, a maior feira livre da América Latina, um dos mais significativos símbolos de representação do povo e da cultura paraense. Recentemente, o Ver-o-Peso foi tombado como Patrimônio da Humanidade pela Unesco.

As câmeras artesanais de Dirceu Maués não possuem lentes, nem visor. No lugar das lentes, furos feitos com agulha. Um pequeno orifício por onde a imagem penetra lentamente e se projeta sobre o filme no interior da câmera.

São necessários tempos de exposição muito longos para a captação das imagens. Como resultado, o fotógrafo obtém um ensaio documental com imagens que transitam entre a solidez e a desmaterialização, a opacidade e a translucidez, a dureza e a fluidez, sonhos e realidade.

Dirceu Maués
Flickr Facebook 

Fonte: http://www.dirceumaues.com/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s