Sétima arte

Os Melhores Filmes de 2012

Como todo bom cinéfilo, o começo do ano não serve apenas para refletir sobre a vida, mas também, é hora de avaliarmos o que de melhor foi produzido no mundo em relação a filmes. O ano de 2012 foi sofrido, repetindo o que já vem acontecendo há algum tempo, não tivemos uma safra de grandes obras, a maioria é bastante esquecível, mas, nós do Frenesi Cultural, passamos dias e noites caçando e peneirando tudo, para finalmente trazer pra vocês as mais relevantes obras do ano que se passou.
Nossa lista é composta de 10 filmes todos lançados mundialmente em 2012 em ordem decrescente, segundo nossa opinião, o filme vencedor, será o último dos dez mostrados, não há resenhas contendo nossas críticas, apenas sinopses, brevemente postaremos matérias individuais de cada filme.
Este post traz ao final da lista com os dez mais, uma segunda lista em anexo, contendo os cinco melhores filmes que tiveram estréia nacional em 2012, mesmo sendo estes filmes lançados mundialmente no ano de 2011. É isso então leitores, apreciem nossa lista e estejam a vontade para concordar ou discordar, e quem sabe acrescentar.
10. TAKE THIS WALTZ (Entre o Amor e a Paixão), de Sarah Polley
take_this_waltz_ver3
Quando Margot conhece Daniel, ela sente uma conexão imediata e intensa, mas decide reprimir sua atração pois seu casamento com Lou, conhecido escritor de livros de culinária, vai bem. No entanto, ao descobrir que Daniel está morando na casa ao lado, a confiança em sua vida familiar desmorona.
09. RUST AND BONE (Ferrugem e Osso), de Jacques Audiard
rustandbone_brazil_poster
Alain (Matthias Schoenaerts) está desempregado e vive com o filho, de apenas cinco anos. Ele parte para a casa da irmã em busca de ajuda e logo consegue um emprego como segurança de boate. Um dia, ao apartar uma confusão, ele conhece Stéphanie (Marion Cotillard), uma bela treinadora de orcas. Alain a leva em casa e deixa seu cartão com ela, caso precise de algum serviço. O que eles não esperavam era que, pouco tempo depois, Stéphanie sofreria um grave acidente que mudaria sua vida para sempre.
08. NUIT #1 (Noite nº 1), de Anne Émond
Nuit-1-2011
Nicolai é um homem de 31 anos que leva uma vida simples. Ele tem grandes projetos e grandes ideias, mas perde a visão antes de eles se realizarem. Clara, como Nikolaï, não parece ser feita para esse mundo. Ela leva uma vida dupla: durante o dia, trabalha com uma professora de terceira série e à noite é baladeira compulsiva. Clara e Nikolaï se conhecem numa rave. Voltam para o apartamento de Nikolaï e transam. Logo depois, ao invés de se despedirem, os dois amantes contam seus maiores segredos um ao outro.
07. LAURENCE ANYWAYS (Laurence, de qualquer forma), de Xavier Dolan
LaurenceAnyways_Poster
A história do amor entre Laurence, um professor universitário, que anuncia a sua mulher que gosta de se vestir como mulher, mas não se vê como homossexual, ele apenas acha que não pertence ao corpo masculino. Sua namorada, tem alguma dificuldade em aceitar a decisão, e o casal passa por uma década de idas e vindas.
06. TABU (Tabu), de Miguel Gomes
tabu-2012
Pilar, uma mulher de meia-idade, se interessa pelos últimos dias de vida de sua vizinha, Aurora, uma mulher mais velha com vícios em jogatinas. Pilar acaba por descobrir cartas que revelam um forte envolvimento amoroso de Aurora no passado, iniciando um flashback, dividindo o filme em duas partes. “Tabu” recebeu o prêmio da crítica no Festival de Berlim, em 2012, e é o terceiro longa-metragem de Miguel Gomes, cineasta português de “A Cara que Mereces” e “Aquele Querido Mês de Agosto”.
05. DJANGO UNCHANEID (Django Livre), de Quentin Tarantino
django_unchained_ver8_xlg
Django é um escravo liberto que, sob a tutela de um caçador de recompensas alemão (que é vivido por Christoph Waltz) torna-se um mercenário perigoso. Depois de auxiliar seu mentor em alguns trabalhos por dinheiro, os dois partem para uma missão pessoal: encontrar e libertar a esposa de Django das garras de um fazendeiro inescrupuloso.
04. PIETA (Pietá), de Ki-duk Kin
fullsizephoto235809
Kang-do trabalha cobrando empréstimos devidos a agiotas. Sem família, ele vive um cotidiano brutal e solitário, empregando métodos violentos para extorquir suas vítimas. Tudo muda quando ele é abordado por uma mulher que afirma ser sua mãe.
03. AMOUR (Amor), de Michael Haneke
Amour-1
Georges (Jean-Louis Trintignant) e Anne (Emmanuelle Riva) são um casal de aposentados, que costumava dar aulas de música. Eles têm uma filha musicista que vive com a família em um país estrangeiro. Certo dia, Anne sofre um derrame e fica com um lado do corpo paralisado. O casal de idosos passa por graves obstáculos, que colocarão o seu amor em teste.
02. MOORISE KINGDOM (Moonrise Kingdom) de Wes Anderson
moonrise-kingdom-international-poster
Anos 60, em uma pequena ilha localizada na costa da Nova Inglaterra. Sam (Jared Gilman) e Suzy (Kara Hayward) sentem-se deslocados em meio às pessoas com que convivem. Após se conhecerem em uma peça teatral na qual Suzy atuava, eles passam a trocar cartas regularmente. Um dia, resolvem deixar tudo para trás e fugir juntos. O que não esperavam era que os pais de Suzy (Bill Murray e Frances McDormand), o capitão Sharp (Bruce Willis) e o escoteiro-chefe Ward (Edward Norton) fizessem todo o possível para reencontrá-los.
01. HOLY MOTORS (Holly Motors) de Leos Carax
tumblr_mbbz45RL0V1r4119so1_500
Da madrugada até à noite, algumas horas na existência do Senhor Oscar, um ser que viaja de vida em vida. É alternadamente industrial, assassino, pedinte, criatura monstruosa, pai de família… O senhor Oscar parece desempenhar papéis, interiorizando cada um de forma completa, mas onde estão as câmeras? Está sozinho, acompanhado apenas por Céline, uma senhora loira alta aos comandos da imensa máquina que o transporta em Paris e arredores. É como um assassino consciencioso movendo-se de assassinato em assassinato. Persegue a beleza do gesto, do motor da ação, das mulheres e dos fantasmas de sua vida. Mas onde é a sua casa, onde está a sua família, o seu descanso?
TOP 5 FILMES DE 2011 COM ESTRÉIA NO BRASIL EM 2012
PicMonkey Collage
5. MENNESKER I SOLEN (Pessoas ao Sol), de Per-Olav Sørensen
Dois casais norugueses, que estão passando suas férias em chalés numa praia sueca, começam uma amizade. O primeiro casal tem um filho pequeno, Simon, que ao que tudo indica, opta por não falar – o que evidencia mais ainda o problema de comunicação que os adultos têm entre eles e em suas relações. O segundo casal, mais jovem, também parece ter uma relação instável. No final da tarde, enquanto os casais estão jantando juntos, a Sra. Sorensen, uma dinamarquesa judia, chega para, aparentemente, passar as férias em um outro chalé. A troca de olhares entre ela e Simon poderá ser entendida quando eventos descritos na Bíblia (Livro do Apocalipse) tomam forma.
4. DRIVE ( Drive), de Nicolas Winding Refn
“Drive” é a história de um motorista dublê de Hollywood por dia (Ryan Gosling), um solitário por natureza, que faz bicos como um top-notch motorista de aluguel no submundo do crime. Ele encontra-se alvo de alguns dos homens mais perigosos de Los Angeles depois de concordar em ajudar o marido de sua vizinha, a linda Irene (Carey Mulligan). Quando o trabalho sai perigosamente errado, a única maneira que ele pode manter Irene e seu filho vivo é fazer o que ele faz melhor: Dirigir.
3. SHAME (Shame), de Steve McQueen
Brandon (Michael Fassbender) é um cara bem sucedido e mora sozinho em Nova York. Seus problemas de relacionamento, aparentemente, são resolvidos durante a prática do sexo, tendo em vista que é um amante incontrolável. Contudo, sua rotina de viciado em sexo acaba sendo profundamente abalada quando sua irmã Sissy (Carey Mulligan) aparece de surpresa e pretende morar com ele.
2. WE NEED TO TALK ABOUT KEVIN (Precisamos Falar sobre o Kevin), de Lynne Ramsay
Eva (Tilda Swinton) mora sozinha e teve sua casa e carro pintados de vermelho. Maltratada nas ruas, ela tenta recomeçar a vida. O motivo disso vem de seu passado, quando vivia com seu marido Franklin (John C. Reilly) e seus dois filhos: Kevin (Jasper Newell/Ezra Miller) e Celia (Ashley Gerasimovich). Seu relacionamento com o primogênito, Kevin, sempre foi complicado, mas Eva jamais imaginaria o que ele seria capaz de fazer.
1. JODAEIYE NADER AZ SIMIN (A Separação), de Asghar Farhadi
Nader e Simin divergem sobre a possibilidade de deixar o Irã. Simin quer deixar o país para dar melhores oportunidades a sua filha, Termeh. Nader, no entanto, quer continuar no Irã para cuidar de seu pai, que sofre do Mal de Alzheimer. Chegam a conclusão de que devem se separar, mesmo ainda estando apaixonados. Sem uma esposa para cuidar da casa, Nader contrata uma empregada para ser responsável pelos afaseres domésticos e por tratar da rotina de seu pai. A empregada, que está grávida, aceita o trabalho sem avisar o seu marido.
O que você achou da nossa lista? Você concorda? Deixe-nos um comentário! 😉
 
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s